Total de visualizações de página

quinta-feira, 25 de março de 2010


O rabino Moshe de Sassov reuniu seus discípulos para dizer que, finalmente, havia aprendido como amar seu próximo. Todos pensaram que ele tivera uma revelação divina, mas Moshe negou.
- Na verdade – comentou ele – hoje de manhã eu saía de casa para algumas compras quando vi minha vizinha, Esther, conversando com seu filho.
Ela lhe perguntou: “Você me ama?”
O filho disse que sim. Então Esther insistiu: “Você sabe o que me faz sofrer?”
“Não tenho a menor idéia” respondeu o filho.
“Como pode me amar, se não sabe o que me faz sofrer? Procure descobrir as coisas que me deixam infeliz, pois só assim seu amor será impecável.”
E o rabino Moshe de Sassov concluiu:
- O verdadeiro amor é aquele que consegue evitar sofrimentos desnecessários.
"Autor desconhecido"

quinta-feira, 18 de março de 2010


De todas as coisas que desejei,
onde quer que você esteja e o que quer que você faça,
nunca haverá um único dia...no qual não desejarei o melhor... para você!
*Collin McCarty*

A força desse amor
Não dá pra ser medida
Amar como eu te amo
Só uma vez na vida
*R.Carlos*

Nunca houve igual e talvez nunca haja. É amor, e muito.
*Autor desconhecido*

Não duvides sempre de mim, sou mais verdade que erros.

Sou gente como tu.

Sou humano como tu.

Sou limitado como tu.

Sou filho de Deus como tu.

*Violetta Castañeda*

Cada pessoa é um pensamento de Deus...

Você já parou pra pensar, que pensamento lindo
Ele teve ao fazer você?
*Autor desconhecido*

sexta-feira, 12 de março de 2010


"Amanhã fico triste ... amanhã!

Hoje não ... Hoje fico alegre!

E todos os dias, por mais amargos

Que sejam, eu digo:

“Amanhã fico triste, hoje não...”

*Poema encontrado na parede de um dormitório
de crianças no campo de extermínio nazista de Aushwitz na Polônia*

"Existem momentos na vida em que as palavras
perdem o sentido ou parecem inúteis, e por mais
que a gente pense numa forma de empregá-las...
elas parecem não servir...
Então a gente não diz nada...
Apenas sente"
*Autor desconhecido*

quinta-feira, 11 de março de 2010

Carinhosamente...


Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.

Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.

Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.

Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.

Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.

Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.

Que o outro sinta quanto me dói a idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida.

Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo "Olha que estou tendo muita paciência com você!"

Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize.

Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.

Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.

Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher.

*Lya Luft*

terça-feira, 9 de março de 2010


"Eu posso ver, e é por isso que eu posso estar contente,
naquilo que você chama escuridão, mas que para mim é dourada,
eu posso ver um mundo feito por Deus, não um mundo feito pelo homem"
*Helen Keller* - cega e surda

Seu carinho me deixa contente...
E meu mundo mais bonito.

sexta-feira, 5 de março de 2010


Às vezes me calo...

No entanto sei...
Que as coisas sobre as quais menos falamos...
São aquelas em que mais pensamos.

Tenho em mente que a tempestade,
por mais forte que seja, uma hora
vai ter que dar lugar ao sol e ao arco-íris.
*Autor desconhecido*

A sabedoria nos dá razões para viver...
Suavemente, ela vai nos mostrando...
que tudo tem seu apogeu e seu declínio.
É natural que seja assim.Todavia, quando
tudo parece convergir para o que supomos o nada,
eis que a vida ressurge, triunfante e bela...
Novas folhas, novas flores, na maravilhosa bênção do recomeço...
Nos fazendo compreender que o amor para ser eterno
depende da nossa capacidade de amar!...
*Autor desconhecido*

terça-feira, 2 de março de 2010


"A verdade de outra pessoa
não está no que ela te revela,
mas naquilo que não pode revelar-te.
Portanto, se quiseres compreendê-la,
escutes antes o que ela não diz"
*Khalil Gibran*


"Confia na verdade, mesmo que não sejais
capazes de compreendê-la, mesmo que no
começo vos pareça amarga a sua doçura"
*Sakyamuni*