Total de visualizações de página

domingo, 6 de janeiro de 2013

O presente fica com quem?
Um mestre budista estava meditando com seus discípulos.
Chegou um homem, fazendo gestos para atrapalhar o mestre e seus discípulos.
O mestre não se distraiu.
O homem, então, passou também a falar alto.
O mestre não lhe deu atenção.
O homem passou a insultar o mestre.
O mestre permaneceu impassível.
O homem passou a insultar ao Buda e a todos.
O mestre permaneceu na calma.
Furioso, o homem chegou mais perto do mestre,
na tentativa de agredi-lo com gestos. Chegou até a ameaçá-lo de morte.
O mestre não reagiu.
Finalmente, cuspindo no chão e exausto, o homem foi embora, ainda esbravejando.
Durante todo o tempo, os discípulos assitiram a cena, assustados e temerosos.
Finalmente, quando o homem se afastara, exclamaram:
-- Mestre! Este homem interrompeu nossa meditação! Este homem insultou o senhor, insultou seus ancestres, insultou o Buda! Este homem o ameaçou, quase bateu no senhor, e cuspiu no chão a seu lado! E o senhor não fez nada!
O mestre sorriu e perguntou aos discípulos:
-- Quando alguém vem lhe trazer um presente, e você recusa receber o presente, com quem é que o presente fica?
*Conto zen.*
É indispensável que conquistemos este mundo,
não com as armas do ódio e da violência
e sim com as do amor e da compreensão.
*Érico Veríssimo*

Nenhum comentário:

Postar um comentário