Total de visualizações de página

sexta-feira, 7 de março de 2014

Acreditando sem ver...
Um imperador disse ao rabino Yeoschoua Ben Hanania:
“Eu gostaria muito de ver o vosso Deus”.
“É impossível”, respondeu o rabino.
“Impossível? Então, como posso confiar minha vida a alguém que não posso ver?”
“Mostre-me o bolso onde tem guardado o amor por sua mulher.
 E deixa-me pesá-lo, para ver se é grande”.
“Não seja tolo; ninguém pode guardar o amor num bolso”.
“O sol é apenas uma das obras que o Senhor colocou no universo e – no entanto – você não pode olhá-lo diretamente. Tampouco pode ver o amor, mas sabe que é capaz de apaixonar-se por uma mulher, e confiar sua vida a ela. Não lhe parece evidente que existem certas coisas em que confiamos sem ver?”
*Paulo Coelho*

Nenhum comentário:

Postar um comentário