Total de visualizações de página

domingo, 17 de junho de 2012

"Tenho os olhos pesados de supor"
*Bernardo Soares*
E eu, no fundo, te perdoava, te entendia,
te amava cada vez mais.
*Tati Bernardi*

Mesmo diante do amor, podemos experimentar dúvidas.
Contaminar nosso coração com visões distorcidas.
O ciúme infundado, a nossa insegurança,
medos tolos, coisa de criança,
que atrapalha o relacionamento e acaba machucando.
Guarde-se das impressões negativas da sua mente.
Acredite no seu potencial e quando amar,
ame por inteiro, sem medo ser feliz.
Integralmente.
O amor não suporta desconfianças tolas.
Também se reprime com falta de atenção.
Se derrete com o carinho e o respeito.
Se fortalece na cumplicidade dos olhares.
Se reafirma a cada dia com a atenção e o zêlo.
Cuide do seu amor.
Já que é para viver um amor.
Que seja intenso...
Intenso pelos carinhos que tanto se espera.
Pela ligação que se cria.
Eterno, na possibilidade de ser único, para sempre.
Eterno pela ternura que não passa.
Sentimento que te abraça.
Porque vida sem amor, é vida sem graça.
*Paulo Roberto Gaefke*

Nenhum comentário:

Postar um comentário